quarta-feira, 1 de julho de 2009

Atenção Domiciliar por Enfermeiras Distritais e Médicos de Família: dificuldades e aproximações

Family physicians’ effort to stay in charge of the medical treatment when patients have home care by district nurses. A grounded theory study

Artigo publicado no BioMed Central (BMC) Family Practice. central de artigos de livre acesso, traz pesquisa qualitativa realizada acerca das dificuldades e aproximações entre Enfermeiras Distritais e Médicos de Família Suecos, no que concerne ao Home Care naquele país.

Através de entrevistas semi-estruturadas com 13 Médicos de Família, e utilizando a Grounded theory methodology (GTM) para análise, o artigo traz importantes considerações acerca da confiança entre estes profissionais, o trabalho em equipe, e como resultado principal, a dificuldade dos Médicos de Família manterem-se responsáveis pelo tratamento

Avaliados sob a ótica da Atenção Primária e suas funções, surgem três grandes dificuldades, a medida que as Enfermeiras Distritais se responsabilizam pelo cuidado e tomam para si as visitas domiciliares, enquanto os Médicos de Família tem menor disponibilidade para este cuidado: conseguir percepção/ conhecimento suficientes, tomar decisões adequadas e manter o tratamento médico apropriado.

Interessante para comparar as condições e relações de trabalho entre eles, em comparação à realidade nacional.

Acesso ao artigo [htm] - [pdf]

BMC Family Practice 2009, 10:45