segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Assistência Integral à Saúde Primária na América do Sul: contextos, realizações e implicações políticas

Um artigo da RSP, que mostra um panorama geral da APS na América do Sul. Porque está em inglês e não em castelhano para mim é um estranhamento, ou talvez eu só esteja ficando velho e chato...


Este artigo resume uma extensa revisão de experiências sul-americano com cuidados primários de saúde desde a Declaração de Alma-Ata. Tem como objectivo abordar as seguintes questões específicas: Quais são as as condições históricas e estruturais que habilitação e restringem às políticas e práticas de atenção primária? Como é que os cuidados de saúde reforma apoiada ou prejudicados cuidados de saúde primários? O que existe de evidência sobre a eficácia dos cuidados de saúde primários? Que estratégias são comuns com as  melhores práticas? Que evidência existe sobre o papel daparticipação cidadã e ação intersetorial? E, finalmente, quais são as lições de política a serem aprendidas com essas experiências? Narrativa síntese foi usada para identificar e analisar padrões nos dados consistentes com essas questões. Condições que foram encontradas para promover a implementação bem sucedida de cuidados de saúde primários estão definidos, juntamente com características de sistemas eficazes de cuidados primários de saúde que ajudam a criar mais serviços e resultados em saúde equilibrados.

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-311X2011001000002&script=sci_arttext

Publicado originalmente por Ricardo Alexandre de Souza em http://medicinadefamiliabr.blogspot.com