terça-feira, 30 de março de 2010

Educação em Saúde: Influenza: aprender e cuidar

Com o título "Influenza: aprender e cuidar - sem banalizar nem superestimar", está disponibilizado no Site da UFMG o conteúdo do DVD sobre influenza, bem como a avaliação on-line, sem necessidade de senha ou validação. Para a avaliação on-line, entretanto, é necessário fazer um cadastro.

Todo o material publicado é de natureza pública, podendo ser utilizado em atividades não-comerciais.Como é uma página em finalização, os criadores relatam que críticas e sugestões podem ser enviadas para o endereço influenza2009@nescon.medicina.ufmg.br

Elaborado para o Ministério da Saúde, este é um material específico sobre Síndrome Gripal e Influenza Pandêmica (H1N1)2009, visando auxiliar estudantes e profissionais da área em seu processo de formação e educação permanente em saúde. O lema é aprender e cuidar.

Segundo os responsáveis, "atualizar conhecimentos é uma forma de enfrentamento de situações como a que se apresenta, que deve mobilizar a todos para a ação diagnóstica, terapêutica e preventiva, sem banalizar nem superestimar".

No espaço avaliação online, há a possibilidade de testar conhecimentos e aprender mais sobre a doença, realizando uma avaliação formativa. Depois de responder às questões, há um gabarito comentado. Acertando 70% ou mais das questões, é possível inclusive solicitar um certificado, que poderá ser impresso.

No espaço DVD Influenza, há ainda o Vademecum Influenza, o Vademecum Influenza Ampliado e um conjunto de perguntas frequentes com repostas comentadas, além de vídeos, textos e documentos.

Acesse o Conteúdo:

Créditos pela notícia:
Prof. Edison José Corrêa
Núcleo de Educação em Saúde Coletiva - NESCON
Faculdade de Medicina / Universidade Federal de Minas Gerais
Av. Alfredo Balena, 190 - 7o andar
CEP 30.130-100
Belo Horizonte - MG - Brasil

Up to date: O Centers for Disease Control (CDC) aponta aumento das hospitalizações por H1N1 no estado da Geórgia e em alguns outros estados do sudeste estadunidense, particularmente entre os adultos com algumas doenças crónicas (por exemplo, diabetes, DPOC, asma e doenças cardíacas).

Na última semana, a Geórgia registrou 40 internações com 2.009 casos confirmados da
doença H1N1 por laboratório, sendo esta a terceira semana consecutiva do Estado com o maior número de internações por H1N1 no país. O número de internações parece estar aumentando segundo o CDC.

Audio:
http://www.cdc.gov/media/transcripts/2010/audio/H1N1-03-29-10.mp3

Transcrição da entrevista:
http://www.cdc.gov/media/transcripts/2010/t100329.htm


Mais sobre H1N1:
http://medicinadefamiliabr.blogspot.com/2010/03/protocolo-enfrentamento-influenza.html
http://medicinadefamiliabr.blogspot.com/search/label/H1N1