quinta-feira, 14 de julho de 2011

SMS como reforço positivo na cessação do tabagismo

Smoking cessation support delivered via mobile phone text messaging (txt2stop): a single-blind, randomised trial


Um estudo sobre o apoio a cessação do tabagismo via mensagens SMS de telefone celular - estudo simples cego randomizado foi publicado no The Lancet. Nele, SMS motivacionais para pessoas que tentam parar de fumar dobraram as taxas de abandono bioquimicamente confirmadas, em comparação com uma intervenção controle de mensagens não relacionadas ao tabagismo, de acordo com um estudo da Lancet.

Cerca de 5800 pacientes que optaram por parar de fumar foram randomizados para receber mensagens de texto motivacional (o grupo txt2stop) ou mensagens simplesmente agradecendo-lhes pela sua participação (os controles). Mensagens motivacionais lembraram aos participantes os benefícios de parar de fumar, e os participantes podiam enviar a palavra "crave" (desejar/ implorar) ao sistema para receber apoio para superar as tentações de fumar. Aos 6 meses, o grupo txt2stop teve uma taxa de 10,7% de abstinência bioquimicamente confirmadas, versus 4,9% nos controles.

Na Educação em saúde, estes são "reforços positivos" que auxiliam na manutenção de um comportamento saudável.



Leia o resumo:

Background
Programas de cessação do tabagismo via SMS de telefone celular parecem aumentar a cessação auto-relatada no curto prazo. Nós avaliamos o efeito de um programa automatizado de cessação do tabagismo entregue via mensagem de texto do telefone na abstinência contínua, que foi bioquimicamente verificada em seis meses.

Métodos
Neste estudo simples-cego, randomizado, realizado no Reino Unido, os fumantes dispostos a tentar parar foram alocados aleatoriamente, usando um sistema de distribuição aleatória independente de telefone, para um SMS para celular com mensagens de cessação de tabagismo (txt2stop), compreendendo as mensagens motivacionais e comportamentais - apoio para a mudança, ou a um grupo controle que recebeu mensagens de texto sem relação com a cessação. O sistema automaticamente gerou textos grupo de intervenção ou de controle de acordo com a alocação. Avaliadores de resultados foram mascarados para a alocação do tratamento. O desfecho primário foi a abstinência auto-relatada contínua, bioquimicamente verificada em seis meses. Todas as análises foram por intenção de tratamento. Este estudo está registrado, o número de ISRCTN 80978588.

Resultados
Foram avaliados 11 914 participantes elegíveis e 5800 participantes foram escolhidos aleatoriamente, dos quais 2.915 foram alocados para a intervenção txt2stop e 2885 foram no grupo controle, oito foram excluídos porque foram randomizados mais de uma vez. Os dados de resultado primário estavam disponíveis para 5.524 (95%) participantes. A abstinência bioquimicamente verificada contínua de 6 meses foi significativamente maior no grupo txt2stop (10,7% txt2stop vs controle 4,9%, risco relativo [RR] 2,20, 95% IC 1,80 -2 · 68; p <0 · 0001). Resultados semelhantes foram obtidos quando os participantes que foram perdidos pelo follow-up foram tratados como fumantes (268 [9%] de 2911 txt2stop vs 124 [4%] de 2881 o controle [RR 2,14, 95% CI 1,74 -2 · 63, p <0,0001]), e quando eles foram excluídos (268 [10%] de 2735 txt2stop vs 124 [4%] de 2789 o controle [2,20, 1,79 -2 · 71; p <0 · 0001]). Não foi demonstrada heterogeneidade significativa em nenhum dos subgrupos pré-especificados.

Interpretação
O programa de cessação do tabagismo txt2stop melhorou significativamente a taxa de cessação em seis meses e deve ser considerado para inclusão em serviços de cessação tabágica.

Financiamento
UK Medical Research Council, Redes de Pesquisa em Atenção Primária.


Acesso ao artigo:









Publicado originalmente por Leonardo C M Savassi