sábado, 28 de março de 2009

Boas Práticas e cessação do tabagismo

Self-reported smoking cessation activities among Swiss primary care physicians

Disponível no Biomed Central Primary Care (Oppen Access) pesquisa com 3385 médicos de APS suíços demonstrou o uso de nove intervenções para cessaçao do tabagismo. A literatura aponta que apenas Aconselhamento, farmacoterapia e terapia de grupo são intervenções cientificamente embasadas,

Neste estudo, optou-se por pontuar somente as intervenções baseadas em evidências, pontuando-as com 1 ponto, e considerando boas práticas médicas aquelas que, após análise multivariada logística, apresentaram escore superior a 1.

De 55% que responderam aos questionários, a maioria tinham mais de 40 anos (88%), eram homens (79%), e residiam em áreas urbanas (74%). Seventeen percent reported being smokers. A maioria dos médicos prescreveu terapia de reposição nicotínica (84%), bupropiona (65%), ou realizaram aconselhamento (70%). Recomendaram acupuntura 26% , hipnose 8%, relaxamento 7%, e material de autoaujda 24%. Um escore de boa prática clínica foi atingido por 85% dos respondentes.

O único preditor de boas práticas foi ter recebido um programa de treinamento de cessação do tabagismo. (odds ratio: 6.24 , 95% CI 1.95-20.04).

No Brasil, o INCA e a ABRASCO promovem capacitações para que profissionais possam fazer terapia cognitiva e utilizar medicamentos e reposição nicotínica nas Unidades de Saúde.

Acesso ao artigo (BMC Primary Care)

Acesso ao sítio do Instituto Nacional do Câncer (INCA)