segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Vacina contra gripe desta estação foi eficaz em apenas 23% dos vacinados

Early Estimates of Seasonal Influenza Vaccine Effectiveness — United States, January 2015


Até agora nesta temporada, a vacina contra a gripe teve cerca de 23% de eficácia apenas, de acordo com uma análise do Centers For Disease Control (CDC) sobre 2.300 pacientes que procuraram ambulatórios de doença respiratória aguda em cinco estados.

Entenda: 


Nos Estados Unidos, a vacinação anual contra a gripe sazonal é recomendada para todas as pessoas com mais de 6 meses de idade, e a cada temporada desde 2004-05, o Centers for Disease Control (CDC) estima a eficácia da vacina contra a gripe sazonal na prevenção de doença respiratória aguda. 

Nesta temporada, as estimativas iniciais de eficácia da vacina influenza são possíveis por causa da circulação ampla e precoce dos vírus da gripe na América do Norte. Segundo o CDC, em 03 de janeiro de 2015, 46 estados tinham gripe generalizada, com predomínio de influenza A (H3N2) vírus. 


O que o CDC traz: 


Este relatório apresenta uma estimativa inicial da efetividade da vacina da gripe sazonal na prevenção da infecção pelo vírus influenza confirmada em laboratório associado com infecções respiratórias agudas sob atendimento médico. 

Foram avaliados dados de 2.321 crianças e adultos matriculados na Rede Estadunidense de Eficáccia Vacinal contra o Influenza (Influenza Vaccine Effectiveness Network [Flu VE]) de 10 de novembro de 2014 a 2 de janeiro de 2015. Durante este período, a eficácia global da vacina (EV) contra a gripe confirmada por laboratório associado com medicamente participou ARI foi de 23% (intervalo de confiança de 95%  [IC] = 8% -36%).  Os dados foram ajustados para o local de estudo, idade, sexo, raça / etnia, autopercepção de saúde, e os dias de início da doença. 

A maioria das infecções de gripe foram devido a A (H3N2). Esta estimativa de eficácia vacinal é relativamente baixo em comparação com épocas anteriores, quando os vírus circulantes e vírus vacinais foram bem combinados. Segundo O CDC, mais de dois terços de influenza A (H3N2) em circulação são antigenicamente e geneticamente diferentes da A (H3N2) componente da vacina de 2014-15 para a gripe sazonal no Hemisfério Norte. 

Esta eficácia vacinal precoce, ressalta a necessidade de medidas de prevenção e tratamento da gripe em curso.

Entre as outras descobertas, relatadas no Morbidity and Mortality Weekly Report (MMWR), no qual foi publicado o artigo do CDC, estão:

- 41% dos pacientes avaliados foram positivos para o vírus da gripe.
- 96% dos vírus testados foram influenza A (H3N2), 4% eram influenza B.
- 67% de influenza A (H3N2) foram antigenicamente diferentes dos presentes na vacina.

A despeito de todos os "contras" o CDC afirma que as pessoas que ainda não foram vacinadas contra a gripe nesta temporada - incluindo aqueles que já poderia ter tido a gripe - ainda deve ser vacinadas, pois isso "pode proteger contra vírus que estão circulando ou pode circulam mais tarde".

Ainda segundo o CDC, mesmo quando a eficácia vacinal é reduzida, a vacinação ainda preveniria algumas doenças e complicações relacionadas com a gripe graves, incluindo hospitalizações e mortes. 


Acesse o artigo:

O artigo do CDC está disponível em livre acesso em:




Leia ainda: 

Atualização do CDC para o tratamento de pacientes com influenza com Antiviral 

Educação em Saúde: Influenza: aprender e cuidar


Publicado originalmente por Leonardo C M Savassi em http://medicinadefamiliabr.blogspot.com