quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Cefaléia e abuso de medicação - cronicidade?

Pacientes con cefalea y abuso de medicación. Indicadores de respuesta al tratamiento ambulatorio
M. Gracia-Naya, S. Sánchez-Valiente, A.M. Latorre-Jiménez, C. Ríos-Gómez, S. Santos-Lasaosa, J.A. Mauri-Llerda, M.J. García-Gomara


Publicado em [REV NEUROL 2009;49:225-230] PMID: 19714551 - Original - Fecha de publicación: 01/09/2009

Introdução: Pacientes com dor de cabeça e abuso de medicamentos (CAM) são difíceis de tratar, têm uma maior tendência para a cronicidade e pior qualidade de vida do que aqueles que ocorrem com outras dores de cabeça.
Objetivos: Avaliar os indicadores de resposta dos pacientes ao tratamento ambulatorial.
Pacientes e métodos: Em uma série de pacientes com enxaqueca, selecionaou-se aqueles com critérios CAM no apêndice da Classificação Internacional da Doença de Cefaleias (CIC-2), 2006 e nunca tinham sido tratados. Pacientes ambulatoriais, foram avisados da supressão do abuso de drogas. Adaptou-se o tratamento de suas crises com medicamentos mais eficazes de prevenção e o tratamento foi iniciado com o topiramato ou flunarizina. Os pacientes foram agrupados de acordo com a persistir com CAM ou não. Foi avaliado o número de dias com dor de cabeça no mês anterior e no quarto mês de tratamento ea persistência de abusos.
Resultados: Cumpriram os critérios CAM, 178 pacientes (idade média de 40,9 anos, 88,7% mulheres). 68,5% (122 pacientes) respondeu e deixaram de cumprir os critérios CAM após o tratamento. Em ambos os grupos, os tratamentos de suas dores (triptanos, AINEs, analgésicos) e tratamentos preventivos utilizadas (topiramato ou flunarizina) foram semelhantes. O número médio de dias com cefaléia após o tratamento foi 18,52 no grupo que responderam e 20,87 (p = 0,0263) no grupo que não respondeu ao tratamento. Caiu 7,3% no grupo de tratamento preventivo contra 35% de não respondedores(p = 0,0001).
Conclusões: Maior número de dias com dor de cabeça no mês anterior ao tratamento e abandono do tratamento de prevenção foram os indicadores de desfecho ruim.

Acesso (necessário registrar-se para livre acesso):